terça-feira, 28 de junho de 2011

Homossexuais tem 20 vezes mais chances de se infectar com o HIV do que homens heterossexuais.

22/06/2011 - OMS lança alerta sobre epidemia da AIDS entre parceiros do mesmo sexo


Nesta terça-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou uma inédita série de recomendações e diretrizes para o enfrentamento lançou da AIDS na comunidade formada por gays, bissexuais e homens que fazem sexo com homens. O alerta vem acompanhado da preocupação de que entre este grupo os casos de novas infecções vem crescendo em países desenvolvidos e sobretudo nas áreas em desenvolvimento. OMS chega a afirmar que homossexuais tem 20 vezes mais chances de se infectar com o HIV do que homens heterossexuais. O documento contem 21 recomendações e é voltado para a comunidade, políticos, profissionais de saúde e organizações não governamentais de todo o mundo.

(...)

(...)  a homossexualidade é criminalizada em mais de 70 países, impactando diretamente no atendimento médico de pessoas com orientação sexual diferente. "Não podemos reverter a propagação da infecção por HIV no mundo se não forem atendidas as necessidades particulares desses grupos da população", afirmou Gottfried Hirnschall, diretor do departamento de HIV/Aids da OMS.

A multiplicidade de parceiros, o desdém com a doença por causa dos tratamentos que diminuíram a mortalidade do vírus e a transmissibilidade aumentada por conta do sexo anal também são apontadas como fatores para a retomada do crescimento da AIDS na comunidade homossexual.

Depois de uma queda na epidemia entre homens que fazem sexo com homens, entre 1996 e 2000 de 5% ao ano, as taxas de infecção do HIV entre homens que praticam sexo com outros homens voltou a crescer em 3,3% ao ano entre 2000 e 2005. Na América Latina, por falta de uso do preservativo, estima-se que metade dos novos casos surja entre parceiros do mesmo sexo.


Fonte: Revista Ladoa

Divulgação: http://luis-cavalcante.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário